Para evitar cornetas de Galvão, Jogador assistiu tetra com ‘volume baixo’

Titular da seleção brasileira na conquista do tetracampeonato mundial, Zinho contou que, para evitar as críticas de Galvão Bueno, assistiu à reprise da final da Copa do Mundo de 1994, contra a Itália, com o volume baixo. Com narração original, e participações de Romário e Bebeto, a Globo reexibiu à decisão no último domingo.

Presente no Fox Sports Rádio desta terça-feira, o ex-jogador aproveitou a reprise para analisar o estilo de jogo adotado pela seleção de Parreira, assim como sua atuação na final, criticada, na época, pelo narrador da emissora carioca.

“Eu vi o jogo com volume baixo porque não ouvir a narração. Eu sabia que o Galvão Bueno ia me cornetar o jogo todo. Então, eu falei assim: ‘Não tem necessidade. Eu vou assistir ao jogo sem volume, e eu mesmo, depois de tanto tempo, vou analisar, transportando para hoje’.

E eu vejo que muitos times, não só no Brasil, jogam neste sistema”, falou Zinho, que completou: “Eu era chamado de enceradeira porque eu segurava a bola, trazia para o meio para fazer uma inversão de jogo”. Neste domingo (3), a Globo exibe, às 16h (de Brasília), final da Copa das Confederações de 2013, com vitória brasileira sobre a Espanha.

Fonte – Uol Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *